• Horário de Funcionamento CEE/BA
  • Certidões e Cópias de Documentos
  • Educação Profissional Técnica de Nível Médio
  • 176 anos

Notícias

18/05/2018 15:05

CEE/BA discute a educação para pessoas com deficiência visual

Dando início ao projeto de formação continuada interna, o Conselho Estadual de Educação da Bahia (CEE/BA) promoveu, durante toda a manhã de hoje (18/05/2017), um encontro para se discutir a educação especial, com ênfase nas técnicas, didática e atividades direcionadas aos estudantes com deficiência visual. A supervisão dos trabalhos ficou à cargo da professora Patrícia Braille, Coordenadora de Educação Especial da Secretaria de Educação da Bahia (SEC). Do corpo de funcionários do CEE/BA participaram das atividades secretárias de câmaras, funcionários da Unidade Técnica e também de outros departamentos do órgão.
                                                                                                                                                                          Fotos: Edson Rodrigues/Ascom CEEBA
Patrícia Braille fala de Educação Especial, com ênfase em pessoas com deficiência visual: encontro dá início a projeto do CEE/BA

Dando início ao seu projeto de formação continuada interna, o Conselho Estadual de Educação da Bahia (CEE/BA) promoveu, durante toda a manhã de hoje (18/05/2017), um encontro para se discutir a Educação Especial, com ênfase nas técnicas, didática e atividades direcionadas aos estudantes com deficiência visual. A supervisão dos trabalhos ficou à cargo da professora Patrícia Braille, Coordenadora de Educação Especial da Secretaria de Educação da Bahia (SEC). Do corpo de funcionários do CEE/BA participaram dos trabalhos secretárias de câmaras, funcionários da Unidade Técnica e também de outros departamentos do órgão.

"Nosso projeto de formação continuada começa com encontros que têm como temática a Educação Especial. Iniciamos pelas discussões sobre deficiência visual, mas, em outras oportunidades, conversaremos sobre todos os outros tipos de deficiência apresentadas por estudantes que integram a nossa rede de ensino, como a auditiva e a mental", adiantou Remi Bomfim, diretor assistente do CEE/BA.

A professora Patrícia Braille foi a escolhida para iniciar a série de encontros a serem realizados no Conselho de Educação. Com toda uma trajetória dentro da educação para crianças e jovens com deficiência visual, Patrícia viu, com o tempo, vida e carreira se envolverem tanto com o tema de seus estudos que até o sobrenome com que passou a ser conhecida alude à sua atividade. Braille é o nome do sistema de escrita com pontos em relevo que as pessoas privadas da visão podem utilizar para escrever e ler, fazendo uso do tato. O sistema, na realidade, tem em seu nome uma homenagem ao francês Louis Braille (1809-1852), que, aos três anos de idade, perdeu a visão e ainda muito jovem criou todo um conjunto de regras para que cegos pudessem escrever e ler. Entusiasta do sistema desde os 16 anos de idade, Patrícia trabalhou esse método em diversas frentes e projetos, ganhando tamanho reconhecimento na área que passou a ter seu sobrenome associado à técnica. Nascia, assim, Patrícia Braille, hoje respeitada pelo seu trabalho em todo o Brasil.


Dando início ao projeto de formação continuada interna, o Conselho Estadual de Educação da Bahia (CEE/BA) promoveu, durante toda a manhã de hoje (18/05/2017), um encontro para se discutir a educação especial, com ênfase nas técnicas, didática e atividades direcionadas aos estudantes com deficiência visual. A supervisão dos trabalhos ficou à cargo da professora Patrícia Braille, Coordenadora de Educação Especial da Secretaria de Educação da Bahia (SEC). Do corpo de funcionários do CEE/BA participaram das atividades secretárias de câmaras, funcionários da Unidade Técnica e também de outros departamentos do órgão.
Momento de sensibilização da turma. Afinal, como uma pessoa com deficiência visual sente o que lhe rodeia?

Os funcionários do CEE/BA mostraram-se entusiasmados com a programação e participaram ativamente dos trabalhos. Dentre as diversas experiências, houve até mesmo um momento de sensibilização, no qual os participantes colocaram vendas e puderam perceber como os cegos interagem com o mundo durante suas atividades cotidianas, em especial as voltadas ao aprendizado. 


Dando início ao projeto de formação continuada interna, o Conselho Estadual de Educação da Bahia (CEE/BA) promoveu, durante toda a manhã de hoje (18/05/2017), um encontro para se discutir a educação especial, com ênfase nas técnicas, didática e atividades direcionadas aos estudantes com deficiência visual. A supervisão dos trabalhos ficou à cargo da professora Patrícia Braille, Coordenadora de Educação Especial da Secretaria de Educação da Bahia (SEC). Do corpo de funcionários do CEE/BA participaram das atividades secretárias de câmaras, funcionários da Unidade Técnica e também de outros departamentos do órgão.
Participantes do encontro: CEE/BA aposta na formação continuada para servir ainda melhor a sociedade

O CEE/BA terá outros encontros com temas do universo da inclusão, sempre no intuito de capacitar ainda mais seus colaboradores e funcionários para melhor atuarem nos diversos ramos e particularidades da educação, buscando colaborar de maneira ainda mais ativa e eficaz na sua missão de melhor servir a comunidade estudantil e os educadores.

Clique nos links e tenha acesso ao material didático da aula: Deficiência Visual
                                                                                                         Pela Luz dos Olhos Teus




Fonte: Ascom CEE-BA

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.