• Sei
  • Horário Funcionamento Protocolo
  • Rh Bahia
  • Rh Bahia

CEE/BA

17/05/2019 14:05

Educadores e gestores dialogam sobre regime de colaboração durante encontro no IAT

A mesa redonda “Desafios do Regime de Colaboração na Educação Brasileira”, promovida nesta sexta-feira (17), pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC), reuniu educadores, gestores e técnicos da secretaria para dialogar sobre a melhoria da qualidade da educação por meio do regime de colaboração entre União, Estados e Municípios. O encontro contou também com as exposições de Eliziane Gorniak, do Instituto Positivo, de Mozart Neves, do Instituto Ayrton Senna e de Cybele Amado, diretora geral do Instituto Anísio Teixeira – IAT, onde foi realizada a atividade.

O secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, falou sobre a importância do diálogo.  “Nós estamos colocando energia em um desenho que fortaleça o regime de colaboração, mantendo diálogos com a Uncme, Undime, Universidades e outros parceiros estratégicos de fora do Estado. É uma ação de diálogo, de escuta, mas também criando em nossa agenda momentos de reflexão com pessoas que têm experiência sobre este conteúdo para que possamos desenhar melhor a nossa ação de colaboração”, afirmou o gestor.

A diretora geral do IAT, Cybele Amado, apresentou o Arranjo de Desenvolvimento Educacional (ADE) da Chapada Diamantina, que conseguiu elevar os indicadores educacionais dos municípios do território. “O modelo adotado na Chapada Diamantina e que já está em outras regiões, a exemplo do Planalto de Conquista, permite que a política educacional, construída com os educadores, seja permanente, independente da gestão”, enfatizou.

“Eu entendo que o regime de colaboração é um dos principais tópicos da discussão da política educacional brasileira, porque através de sua eficácia, outras políticas terão condições de obter melhores resultados”, afirmou Eliziane Gorniak, diretora executiva do Instituto Positivo. Para Mozart Neves, diretor e articulador de inovação do Instituto Ayrton Senna, “a possibilidade de obter melhores resultados na aprendizagem e nos indicadores como o IDEB, será ainda maior se estados e municípios se unirem em regime de colaboração”.

Também participaram da atividade, coordenada pelo professor Paulo Gabriel Nacif, o presidente da União Nacional dos Conselhos Municipais – UNCME, Manuel Humberto Gonzaga, e da presidente do Conselho Estadual de Educação da Bahia – CEE, Anatércia Contreiras.


Fonte: Assessoria de Comunicação do IAT

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.