• Coronavírus

CEE/BA

05/05/2020 23:05

Secretaria e Conselho Estadual de Educação dialogam com escolas privadas sobre período de isolamento

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) promoveu, nesta terça-feira (5), uma reunião on-line com o Conselho Estadual de Educação (CEE) e instituições privadas da Educação Básica. O objetivo foi dialogar sobre este período de suspensão das aulas, decorrente da pandemia do novo Coronavírus, e alternativas pedagógicas que estão sendo desenvolvidas para contribuir com o aprendizado dos estudantes neste período de isolamento social.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou sobre a importância do diálogo e da aproximação com as escolas do setor privado. "É um momento delicado em que sabemos do papel das escolas particulares, que atendem boa parcela dos estudantes baianos. Queremos contribuir para que haja uma boa qualidade do ensino, mas também sabemos dos problemas financeiros que esta situação pode resultar para as instituições e, também, para as famílias dos estudantes. No Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED) esta é uma preocupação recorrente de todos os estados e pretendemos aprofundar ações que busquem saídas para esta paralisação", destacou.

O presidente do CEE/BA, Paulo Gabriel Nacif, ressaltou o papel do CEE neste momento. "Temos uma preocupação pedagógica e sobre a sustentabilidade das escolas, sempre considerando os estudantes e famílias que vêm passando por um momento que abrange problemas de convivência e financeiros. Por meio do desenvolvimento de uma resolução, foram apresentadas orientações que envolvem um fluxo de ensino e aprendizagem de atividades remotas. Entendemos a diversidade das escolas particulares e não queremos que aconteça uma homogeneidade do processo, mas queremos, de forma aberta e com muito respeito, apontar caminhos que possam ajudar durante este período", disse.

O gestor Wilson Abdon, do Colégio Perfil e integrante do Grupo de Valorização da Educação (GVE), ressaltou a preocupação com a qualidade pedagógica das atividades on-line. "O nosso maior objetivo é acolher as famílias e manter a educação de qualidade. Queremos conhecer as diretrizes do conselho, além de nos mantermos mais próximos da Secretaria para entender como estão sendo discutidos o novo calendário e a reposição de aulas, com a oportunidade de também podermos sugerir. É fundamental dizer que não estamos pensando apenas nas mensalidades, mas discutindo a sustentabilidade das escolas na sua qualidade pedagógica e estrutural", afirmou.

 

Fonte: Ascom/SEC

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.