• Banner Agende Atendimento Presencial

CEE/BA

28/09/2021 20:09

Inclusão escolar em defesa dos direitos das pessoas com deficiência é tema de sessão plenária do CEE-BA

A fim de ampliar o debate sobre a inclusão escolar em defesa dos direitos das pessoas com deficiência, o Conselho Estadual de Educação da Bahia (CEE-BA) promoveu, nesta segunda-feira (27), uma sessão plenária temática com a presença dos 24 conselheiros e dos convidados: Lívia Mesquita Teixeira Borges e Mariene Martins Maciel, membros do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência (COEDE), vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS), e do bacharel em Direito, Matheus Martins, cadeirante e portador de miopia congênita.

O presidente do CEE-BA, Paulo Gabriel Nacif, abriu a sessão solene falando da diversidade e da importância de combater o pensamento de exclusão na sociedade e na educação. “ É muito triste pensar que ainda hoje precisamos reafirmar, o tempo todo, que cada pessoa tem uma singularidade. Não é a dificuldade de locomoção ou a ausência de determinados sentidos que define a pessoa. Basta existir para ser completo! Pensar que a educação pode abrir mão desse princípio é algo que precisamos combater profundamente”.

A conselheira Susana Couto reafirmou o direito à inclusão do indivíduo na escola regular, dando ênfase à necessidade de a escola estar preparada. “O direito à educação está assegurado e nós não podemos abrir mão e nem negociar, sob hipótese alguma, o direito à inclusão de pessoa com deficiência na escola comum. E que essa escola esteja adequadamente organizada para não apenas trabalhar, mas fazer o processo de inclusão acontecer’, pontuou.

Matheus Martins contou sua experiência e as dificuldades que passou no período da escola. “Quando eu estudava, tive matrícula negada, já cheguei a me matricular na escola e não ter o transporte, todos os transportes tinham vaga e quando era para mim o carro enchia e a escola precisava mediar essa relação. Eu sempre ouvia os professores falando que na sala de aula tinham 30 alunos e mais um, eles não contavam 31. A pessoa com deficiência era mais um, não era integrado e não acompanhava o mesmo ritmo”.

Os conselheiros debateram o tema e parabenizaram pela realização da sessão plenária temática, que fez parte de um conjunto de ações do CEE-BA para a semana em defesa da inclusão escolar como direito das pessoas com deficiência, marcando o Setembro Verde. A gravação do encontro estará disponível no canal do CEEBahia no Youtube, com tradução em Libras.


 


Fonte: Núcleo de Comunicação e Modernização - NCM

Arquivo anexado:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.